Elizabeth Bartlett, astrónoma do ESO

A primeira vez que ouvi falar em Astronomia tinha cerca de sete anos de idade. O meu avô mostrou-me um cometa, o Hale-Bopp, num telescópio.

E desde aí fiquei obcecada. E fui sempre muito sortuda porque o meu avô realmente me incentivou. Todas as vezes que ele via um livro sobre Astronomia, comprava e oferecia-me. Mesmo quando o livro era muito avançado para mim, eu gostava muito de ver as fotografias.

O tempo passou e na minha escola eu era a única rapariga que frequentava as aulas de física avançada. A minha professora, também mulher, apoiou-me muito e foi incrivelmente encorajadora. E disse-me para tentar sempre, não importava o que estivesse por vir. 

Fui para a Universidade e estudei Física, pois nem sabia que podia estudar Astronomia. Não sabia que podia ser astrónoma. Foi nessa altura que conheci alguns astrónomos e pensei logo: "Sim, é isto que eu quero fazer." 

Fui a primeira vez a um observatório como universitária numa visita de estudo da faculdade, um Observatório em Tenerife.

Lembro-me que saí do autocarro, olhei para cima e eu vi a Nebulosa de Orion pela primeira vez. E nesse momento soube que ia ser astrónoma. Isto aconteceu há uns dez anos atrás. 

Eu sabia que, o que quer que acontecesse, eu iria seguir em frente.

Créditos:

ESO

Sobre o vídeo

Id:bartlett_en
Língua:pt
Data de divulgação:6 de Fevereiro de 2020 às 09:18
Duração:01 m 01 s
Frame rate:25 fps

Sobre o objeto

Tipo:Unspecified : People : Scientist

Ultra HD (info)


HD


Medium


For Broadcasters


Veja também