Anúncio

Número recorde de estudos usando dados do ESO publicados em 2021

24 de Fevereiro de 2022

O ano passado provou ser um ano recorde para pesquisas baseadas em observações realizadas nos observatórios do ESO. Um relatório recente da Biblioteca e Centro de Informação do ESO mostra que, apenas em 2021, foram publicados mais de 1100 artigos científicos com dados do ESO, sendo este, até à data, o maior número de publicações anual com dados dos telescópios do ESO.

As contribuições mais significativas para estas publicações vêm do Very Large Telescope (VLT) do ESO e do Interferômetro do VLT (VLTI), que forneceram dados para mais de 600 estudos. O MUSE (Multi Unit Spectroscopic Explorer) continua a ser um dos instrumentos mais produtivos do VLT, tendo coletado dados para mais de 160 artigos científicos em 2021. Houve também um enorme aumento de artigos baseados em dados obtidos com o instrumento GRAVITY montado no VLTI. Dentre os vários trabalhos, destacamos a descoberta, com o MUSE, do par de buracos negros supermassivos mais próximo de nós e a pesquisa das causas da diminuição de brilho de Betelgeuse, que se baseou em dados do GRAVITY, assim como em observações obtidas com o instrumento SPHERE montado no VLT.

Dados coletados com os telescópios de rastreio instalados no Observatório do Paranal do ESO no norte do Chile, o Visible and Infrared Survey Telescope for Astronomy (VISTA) e o VLT Survey Telescope (VST), levaram a quase 190 artigos publicados em 2021, um aumento em relação aos anos anteriores. Aproximadamente metade destes artigos (46%) utilizam dados do Arquivo Científico do ESO, enfatizando o valor das pesquisas públicas do ESO para a comunidade de astronomia em geral. 

Em 2021, o Atacama Large Millimeter/submillimeter Array (ALMA), do qual o ESO é parceiro, forneceu dados para mais artigos do que nunca. Tal como no ano anterior, 45% destes (ou seja, mais de 210 estudos) utilizaram dados obtidos durante o tempo europeu. Como exemplo, temos um artigo sobre poderosos ventos estratosféricos medidos em Júpiter pela primeira vez, publicado em março de 2021.

O ESO é também um parceiro do Atacama Pathfinder Experiment (APEX), instalado perto do ALMA no planalto do Chajnantor, no deserto chileno do Atacama. Em 2021, observações obtidas durante o tempo de observação do ESO no APEX contribuíram para 35 artigos, o que corresponde a mais de metade (57%) dos artigos baseados em dados coletados durante o tempo total de observação do APEX. 

Tal como nos anos anteriores, observações obtidas em La Silla deram origem a aproximadamente 200 artigos científicos. Dados de instrumentos que foram desativados anos atrás ainda contribuem ativamente para o conjunto de documentos de dados.

O número de artigos que parcialmente ou exclusivamente usam dados do Arquivo Científico aumentou continuamente nos últimos anos, atingindo 38% do total dos estudos de 2021. Quase um quarto de todos os artigos publicados em 2021 (23%) utilizam apenas dados observacionais do Arquivo do ESO, o que mostra que mesmo observações mais antigas continuam a ser utilizadas pelos astrônomos, levando a novas descobertas científicas.

Estes números recordes de publicações destacam o papel importante que o ESO desempenha no auxílio aos astrônomos, ajudando assim a fazer avançar o nosso conhecimento do Universo.

Links

Contatos

Uta Grothkopf
ESO Librarian
Garching bei München, Alemanha
Tel: +49 89 3200 6280
Email: uta.grothkopf@eso.org 

Bárbara Ferreira
ESO Media Manager
Garching bei München, Alemanha
Tel: +49 89 3200 6670
Email: press@eso.org

Sobre o anúncio

Id:ann22004

Imagens

Número de artigos publicados com base em dados obtidos nos observatórios do ESO (1996-2021)
Número de artigos publicados com base em dados obtidos nos observatórios do ESO (1996-2021)