eso1150pt-br — Nota de imprensa institucional

E-ELT mais próximo de se tornar uma realidade

9 de Dezembro de 2011

O órgão governativo do Observatório Europeu do Sul, o Conselho do ESO, aprovou o orçamento do ESO para 2012, orçamento esse que inclui já trabalho de preparação da estrada que leva ao local do E-ELT no Cerro Armazones e desenvolvimento inicial de alguns componentes ópticos bastante complexos para o telescópio. Com alguns dos países membros do ESO já comprometidos em financiar parte dos custos adicionais relativos ao projeto, espera-se a aprovação final de todo programa E-ELT para meados de 2012.

Durante o seu 124º encontro, que se realizou na sede do ESO entre 7 e 8 de Dezembro de 2011, o Conselho do ESO aprovou o orçamento para 2012, o qual inclui  financiamento para alguns dos primeiros elementos do E-ELT. Estes elementos incluem trabalho de preparação nas estradas de acesso ao local do telescópio no Cerro Armazones e trabalho inicial no espelho de óptica adaptativa (M4 - i.e. o quarto espelho dum conjunto de cinco). Os trabalhos começarão no princípio de 2012. Espera-se a aprovação final do Conselho relativa a todo o projeto E-ELT para meados de 2012.

Nos últimos meses houve excelentes progressos no projeto E-ELT. O acordo assinado em Outubro passado entre o ESO e o governo chileno incluiu a doação de terreno para o telescópio e apoio por parte do governo chileno no projeto E-ELT (eso1139). Durante o mesmo mês, uma auditoria externa confirmou que o E-ELT pode ser efetivamente construído com o orçamento proposto de 1 bilhão e 82 milhões de euros (em euros de 2012).

Avaliações anteriores detalhadas tinham já confirmado que a concepção é tecnicamente sólida. No seu encontro de Setembro passado, a Comissão Técnico-Científica (STC, sigla do inglês Scientific Technical Committee) do ESO aprovou o plano que descreve os primeiros instrumentos a serem instalados no E-ELT e a calendarização da sua produção.

A proposta de construção detalhada do E-ELT, um amplo livro de 264 páginas, que detalha todos os aspetos do projeto, foi agora tornado público, assim como um resumo executivo.

Todos os países membros do ESO estão empenhados em avançar com o E-ELT e concordaram por unanimidade como serão distribuídos os custos adicionais inerentes ao enorme projeto. Três países membros, a República Checa, a Suécia e a Finlândia, concederam já a verba adicional. Outros países membros, incluindo o maior membro do ESO, a Alemanha, declararam igualmente que estão agora em posição de apoiar o projeto financeiramente. Espera-se que fundos suficientes estejam já comprometidos até meados de 2012, permitindo assim que o projeto E-ELT tenha a aprovação final do Conselho nessa altura. Este calendário pressupõe que, nessa altura, o Brasil tenha já concluído o processo de ratificação de entrada no ESO.

“O E-ELT está a tornar-se uma realidade. No entanto, num projeto desta envergadura é natural que a aprovação de gastos adicionais demore algum tempo. O Conselho reconhece, no entanto, que o trabalho de preparação tem que começar agora, de modo a que o projeto esteja pronto para iniciar a construção em 2012,” diz o Diretor Geral do ESO, Tim de Zeeuw.

Houve também recentemente alguns compromissos de fundos nacionais para o telescópio e sua instrumentação (ann11067).

Entre os vários assuntos tratados durante o encontro, o Conselho do ESO elegeu por unanimidade o Prof. Xavier Barcons de Espanha para próximo Presidente do Conselho e aprovou a nomeação de um Diretor de Projeto para o E-ELT, posição para a qual estão já a ser procurados candidatos.

O E-ELT é o maior projeto alguma já empreendido pelo ESO. É também o maior projeto óptico/infravermelho instalado em solo da História da astronomia. Espera-se que o E-ELT comece as operações no princípio da próxima década.

Notas

[1] O Conselho concordou que o projeto possa vir a ser completamente aprovado antes dos fundos adicionais dos países membros estarem comprometidos a 100%.

Mais Informações

O ESO, o Observatório Europeu do Sul, é a mais importante organização europeia intergovernamental para a pesquisa em astronomia e é o observatório astronômico mais produtivo do mundo. O ESO é  financiado por 15 países: Alemanha, Áustria, Bélgica, Brasil, Dinamarca, Espanha, Finlândia, França, Holanda, Itália, Portugal, Reino Unido, República Checa, Suécia e Suíça. O ESO destaca-se por levar a cabo um programa de trabalhos ambicioso, focado na concepção, construção e funcionamento de observatórios astronômicos terrestres de ponta, que possibilitam aos astrônomos importantes descobertas científicas. O ESO também tem um papel importante na promoção e organização de cooperação nas pesquisas astronômicas. O ESO mantém em funcionamento três observatórios de ponta, no Chile: La Silla, Paranal e Chajnantor. No Paranal, o ESO opera  o Very Large Telescope, o observatório astronômico óptico mais avançado do mundo e dois telescópios de rastreio. O VISTA, o maior telescópio de rastreio do mundo que trabalha no infravermelho e o VLT Survey Telescope, o maior telescópio concebido exclusivamente para mapear os céus no visível. O ESO é o parceiro europeu do revolucionário telescópio  ALMA, o maior projeto astronômico que existe atualmente. O ESO está planejando o European Extremely Large Telescope, E-ELT, um telescópio da classe dos 40 metros que observará na banda do visível e próximo infravermelho. O E-ELT será “o maior olho no céu do mundo”.

Links

Contatos

Gustavo Rojas
Universidade Federal de São Carlos
São Carlos - SP, Brasil
Tel.: 551633519795
e-mail: grojas@ufscar.br

Lars Lindberg Christensen
Head, ESO education and Public Outreach Department
Garching bei München, Germany
Tel.: +49 89 3200 6761
Cel.: +49 173 3872 621
e-mail: lars@eso.org

Richard Hook
ESO, La Silla, Paranal, E-ELT & Survey Telescopes Press Officer
Garching bei München, Germany
Tel.: +49 89 3200 6655
Cel.: +49 151 1537 3591
e-mail: rhook@eso.org

Este texto é a tradução da Nota de Imprensa do ESO eso1150, cortesia do ESON, uma rede de pessoas nos Países Membros do ESO, que servem como pontos de contato local para a imprensa. O representante brasileiro é Gustavo Rojas, da Universidade Federal de São Carlos. A nota de imprensa foi traduzida por Margarida Serote (Portugal) e adaptada para o português brasileiro por Gustavo Rojas.
Bookmark and Share

Sobre a nota de imprensa

No. da notícia:eso1150pt-br
Nome:Cerro Armazones, European Extremely Large Telescope
Tipo:• X - E-ELT
• X - Events
Facility:European Extremely Large Telescope

Imagens

The E-ELT at sunset (artist’s impression)
The E-ELT at sunset (artist’s impression)
somente em inglês
The E-ELT laser guide stars at work (artist’s impression)
The E-ELT laser guide stars at work (artist’s impression)
somente em inglês
E-ELT mirror segments under test
E-ELT mirror segments under test
somente em inglês

Vídeos

The E-ELT gets ready for action (artist's impression)
The E-ELT gets ready for action (artist's impression)
somente em inglês
The E-ELT in Action (artist's impression)
The E-ELT in Action (artist's impression)
somente em inglês
E-ELT Laser Guide Star
E-ELT Laser Guide Star
somente em inglês
E-ELT mirror segments under test
E-ELT mirror segments under test
somente em inglês

Veja também